segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Num dia desses, por ai de noite... pensando, conversando e concluindo, ou não.

Anjo da voz doce, me abençoa com as tuas palavras, me dê a tua mão e vamos dar uma volta pelo paraíso.
Mas de que paraíso estamos falando?
Há tantos paraísos espalhados por esse mundo, alguns infernos disfarçados, e você... ah, você nem percebe, simplesmente se deixa levar. 
Mas aproveite enquanto ainda tem a sua vontade própria e que ninguém te governa, enquanto nosso mundo é um só e você escolhe a que tribos quer pertencer... já pensou quando, se formos mesmo divididos entre bons e maus? Não haverá um meio termo.
Poderá estar em meio aos seus desiguais ou pagando por erros que não chegou a cometer... isso parece assustador.
Mas não quero falar disso, deixa eu caminhar e encher meus pés de calos pra prometer que da próxima vez não andarei tanto assim, fazer as coisas sem pensar no amanhã e mentir pra mim mesma, pelo menos assim eu não magoo ninguém e não preciso ouvir me dizendo que eu menti.
E foda-se essa merda toda.
Uns dão sorte, outros não dão nada, e eu to legal aqui.

Um comentário:

  1. Somos tão únicos como somos um só. É complicado assim como é tão simples. É inexplicável, a explicação está por ai no seu dia-a-dia. Adorei ^^

    ResponderExcluir